4 de fevereiro de 2013

Japão - Kumamoto - Castelo de Kumamoto e Monte Aso

O primeiro passeio que fizemos foi ir para o Castelo de Kumamoto. Ele é uma reconstrução em concreto de 1960 mas que ainda preserva algumas partes originais em madeira.


O castelo original foi construído por volta de 1600 para o daimyo Kiyomasa Kato mas após 50 anos foi tomado pelo clã Hosokawa permanecendo com eles por dois séculos. Em 1877 ele foi queimado e apenas em 1960 foi reconstruído.


Ele foi reconstruído utilizando materiais e métodos originais. Dentro do castelo existem alguns materiais e ilustrações mostrando como são feitos os encaixes. Foi muito interessante ver esta parte.


A Torre Uto é umas das poucas estruturas que sobreviveram ao ataque de 1877 e remonta ao período da construção do castelo.


É possível subir até o topo do castelo de onde podemos avistar grande parte da cidade. A cidade possui muitos edifícios mas sem os arranha céus que estávamos acostumados a ver em Tokyo e Osaka. Percebemos que a partir de Fukuoka as construções não eram tão altas e nem em número tão elevado.


É uma passeio que vale a pena se você estiver em Kumamoto pois ele é o símbolo da cidade. Um pouco depois demos uma passeio pelo centro de Kumamoto mas não gastamos muito tempo por lá.


Site


Ginnan

Bem próximo ao complexo do Castelo de Kumamoto ficava uma área chamada Sakura no Baba formada por um espaço contendo um teatro e algumas peças em exposição, o Wakuwakuza, e outra área reservada para alimentação e presentes, a Sakuranokouji. Nesta área ficava o restaurante Ginnan com um serviço de buffet que eles chamam de "tabehoudai" ou "baikingu" (バイキング) de Viking. Sim, apesar de todos terem uma visão de que os japoneses comem pouco existem restaurantes onde você pode comer à vontade por um preço único.

Dizem que esse sistema foi introduzido por volta de 1957 quando um gerente do restaurante do Tokyo Imperial Hotel viajou para a Suíça e ficou deslumbrado com o sistema de buffet deles chamado Smorgasbord. A idéia foi muito bem recebida pelo hotel mas era necessário ajustar o nome. Imagine um japonês tentando pronunciar Smorgasbord...

Pouco tempo depois um outro funcionário do hotel assistiu o filme The Vikings (narrado por Orson Welles) e daí surgiu o termo "baikingu" já que Smorgasbord é escandinavo e vikings também. Além disso, creio que eles devem ter se baseado no quanto os vikings comiam...

A diferença do nosso sistema é que lá você tem um tempo que é permitido comer. São 90 minutos, mas é tempo mais do que suficiente para aproveitar tudo que está disponível.


A comida é muito boa e as sobremesas são ótimas. Nós dois exageramos...e na hora da sobremesa ficamos perdidos com tanta coisa.


Além dos doces havia uma máquina de sorvete "sofuto kurimu" para você mesmo se servir. Parecíamos duas crianças em um parque de diversões...


E o custo de tudo isso? Por volta de R$ 36...bem menos do que muitos restaurantes meia boca estão cobrando aqui em São Paulo...

Preços
Buffet: ¥ 1500 (R$ 36,00)

Endereço
1-14 Chūō-ku, Ninomaru, Kumamoto

Site


Monte Aso

O segundo passeio foi conhecer o Monte Aso que é outro símbolo de Kumamoto. Ele é um dos maiores vulcões ativos do Japão além de possuir uma das maiores crateras vulcânicas do mundo, medindo 24Km no eixo Norte-Sul e 18Km no eixo Leste-Oeste. A circunferência tem impressionantes 128Km.


O Monte Aso consistem em 5 picos chamados Mt. Neko, Mt. Taka, Mt. Naka (também chamado de Nakadake), Mt. Eboshi e Mt. Kishima. Visitamos o Mt Nakadake que ainda está ativo e dependendo do humor começa a soltar alguns gases tóxicos e fedorentos. O acesso é feito por um teleférico fechado a partir de um ponto onde os carros ficam estacionados e onde há a parada de ônibus.

Muitas vezes o local é fechado em virtude disso e os visitantes tem que voltar outro dia. Por sorte no dia que fomos estava liberado mas mesmo assim o cheiro era forte e havia bastante fumaça prejudicando bastante a visibilidade. Por isso não conseguimos ver o fundo da cratera.


Ao redor da cratera existem alguns abrigos para uma emergência. Nunca se sabe quando ele ficará irritado e começará a cuspir fogo.


O caminho até lá é muito bonito e ao contrário dos outros lugares que visitamos, onde o espaço era disputadíssimo, conseguimos ver grandes áreas verdes como se estivéssemos cruzando o interior de São Paulo.


Uma coisa comum no Japão são estátuas de pedra em formatos muito bacanas como personagens de desenho famosos como Doraemon, Anpanman, etc. Em uma das paradas na estrada vimos vendendo algumas. Deu vontade de trazer várias...pena que devido ao peso seria inviável. As caixas de coleta dos correios são muito bacanas também.



Joyfull

Depois do passeio paramos para comer em uma rede bem popular no Japão chamada Joyfull. Os pratos não são necessariamente japoneses, mas tem um toque como o tempero adocicado. Fazem parte do cardápio desde hambúrgueres, refogados e massas.


Pedimos o "Usugiri Bifu Peppa Sosu", uma carne fatiada com molho apimentado. Neste caso a porção era bem pequena e tinha um pouco de milho, vagem, batata doce e gohan. O milho japonês é bem adocicado.


Pedi também um tamagoyaki que estava muito bom.


As bebidas podem ser consumidas à vontade e isto é muito bom pois dá para provar um pouco de tudo.



Preços
Usugiri Bifu Peppa Sosu: ¥ 499 (R$ 11,98)

Endereço
944-1 Hikimizu, Ōzu-machi, Kikuchi-gun, Kumamoto-ken

Site

8 comentários:

Kiyomi, a.k.a. Piggy disse...

obaaaaaa!!! Agora sei por onde começar a ir quando eu for na terra do meu pai! (Sim, minha família paterna é de Kumamoto)
O castelo, claro, é indispensável, interessante a forma que ele foi (re)construído.
Sem falar da gastronomia, claro.
PS: Conheci a rede Joyfull quando moramos temporariamente em Toquio, mas nao fomos porque em frente tinha um yakiniku tabehoudai da rede Stamina Taro (prometo que falarei dessa rede logo)

Fotos mais do que lindas! (E as sobremesas do Ginnan sao melhores que a do Stamina, tem ate macaron!)

Abraços!!!

Vanessa Fernandes disse...

Olá, queridos! Td bem?!?

Nossa, mais deliciosos passeios!!! Adorei as sobremesas do restaurante. Sorvete à vontade?!? OMG! Podia ter uns assimpor aqui!

E esse passeio do vulcão deve ser demais. Morro de vontade de conhecer um de perto. Ainda não tive a oportunidade!

Boa semana!

Bjão,
Vanessa

Inessa disse...

Nao me canso de admirar como os japoneses pensam em tudo, a infra de todos os passeios é muito boa. Se fosse por aqui, teria que acontecer algum desastre muito forte para pensarem em construir abrigos. É só vermos o exemplo da boate Kiss não é?

Esse buffet devia ser muito bom mesmo!
E esse tamagoyaki ta com uma cara muito boa!

abs,
Inessa

Bah disse...

Pô, a família de todo mundo é de Kumamoto? Meu pai nasceu lá e eu não fui nem visitar :( Ese castelo ai é da sua família Carlos? rs... nossa, de vulcão já bastou o Fuji para mim rs.

Saudades do Joyfull... drink bar tb!

Kisu!

Tabeteimasu disse...

Olá Kiyomi!
É um lugar interessante para visitar com o Toshi. Que coincidência que sua família também é de lá! O único porém é a distância dos pontos turísticos. Como andamos com os tios da Denise de carro, desta vez não foi preciso ficar andando de trem (se bem que eu adorava ir para os lugares de trem!)
Ficamos curiosos com a rede Stamina Taro! Vamos querer ver seu post!
Obrigado pelos elogios!

Olá Van,
Ficamos com vontade de ter uma máquina de sorvete dessas em casa só para ter o prazer de desfrutar dessa delícia!
O passeio ao Monte Aso só não foi perfeito por causa do mau tempo...mas certamente foi um passeio inesquecível!

Olá Inessa,
Também somos grandes admiradores do Japão, eles são detalhistas e esforçados, promovendo sempre o bem estar do público.
Enquanto isso, ficamos revoltados com a reação das autoridades brasileiras, que são incapacitados e só nos deixam com a sensação de medo e insegurança.
A gente adorou este buffet, e estamos com esperanças de voltar logo para matar as lombrigas!

Olá Rô,
Vc deve visitar Kumamoto!
Foi um sonho realizado para a Denise ter conhecido os tios e conhecer uma parte da cidade dos ancestrais dela como para mim ter visto um lado tranquilo do Japão!
Valeu a pena!!! Mas minha família não é de lá...meu vô veio de Miyagui! Da próxima espero dar uma passada por lá.
O Joyfull para nós ficou marcado por causa do cachorrinho! rs

Abraço a todas,
Carlos

Miriam disse...

Carlos e Denise,

Amei conhecer o Castelo de Kumamoto e o Monte Aso!!!

Que interessante a existência de abrigos para emergência no Monte Aso!

Fico admirada como as postagens (escritas/fotos) conseguem transmitir tanta energia desses locais que conheceram. Dá a impressão que estamos viajando juntos com vocês! :-)

Um abraço,
Miriam O. ("suco de maçã", rs)

Elder disse...

Ola pessoal!
Impossível eleger qual dos tópicos desse post é mais fascinante. No Japão pelo que vejo a história de tudo é preservada e respeitada. E a estrutura turística? Sensacional. Os brasileiros deveriam se inspirar em países como o Japão.
Pra não perder o costume, parabéns por mais um belo post!
Abraços.

Tabeteimasu disse...

Olá Miriam!
Quando a Denise leu suco de maçã deu risada! Só nós que entendemos isso né!
Que bom que gostou dos pontos turísticos de Kumamoto. Nós ficamos encantados com a organização e conservação do lugares...Apesar de ser um ponto turístico muito visitado, o vulcão pode aumentar sua atividade a qualquer momento e por isso os abrigos de emergência. Mas não dá muito medo não. Garanto que a preocupação com os ladrões aqui é maior do que a de estar em um vulção ativo! ;)
Obrigada pelos elogios de sempre! Ficamos contentes que tenha conseguido "viajar" um pouco com nossos posts! Em breve será sua vez de contar sobre a viagem hein!

Oi Elder!
Sem dúvida nenhuma muitas coisas no Japão serviriam de exemplo para o Brasil, mas será que um dia esses desejos se realizarão? Isso que a Copa do Mundo está quase chegando e não vimos nenhuma melhora convincente para os turistas até agora. É uma pena nosso país ter tanto potencial e não progredir como deveria...
Obrigada pelos elogios de sempre!!!

Abraços,
Carlos

Postar um comentário